Laticínios de laboratório estão perto do lançamento

Tecnologia patenteada pode isolar as células da mama

Por CampoTV
30/06/2020 - 16:18
ECONOMIA

Foto: PixaBay

A urtleTree Labs, uma empresa de biotecnologia de Cingapura capaz de fabricar produtos lácteos a partir do leite de qualquer mamífero, mas sem a necessidade de ordenhar os animais, informou que levantou US$ 3,2 milhões para avançar na comercialização de seus produtos. "Nossa nova rodada de financiamento ajudará nossa equipe a acelerar o merchandising e ampliar nossos negócios", publicou o portal Nutrition Insight, citando palavras de Max Rye, cofundador e diretor de estratégia da TurtleTree Labs. 

O executivo observou que sua tecnologia patenteada pode isolar as células da mama e depois induzi-las em um meio especial de qualidade alimentar em biorreatores para criar leite. "O incrível é que as células são como uma fábrica que produz leite continuamente", explica Rye. 

A criação de laticínios baseado em células está ganhando força e muitas startups estão procurando capitalizar neste mercado. A TurtleTree Labs prometeu em fevereiro que criará o primeiro leite materno produzido em laboratório do mundo, e várias outras empresas aderiram a essa proposta. 

Além dela, a startup norte-americana Biomilq anunciou recentemente que está muito mais perto do lançamento do leite materno humano produzido a partir do cultivo de células mamárias no mercado. A empresa pretende ter um produto acessível a um amplo mercado consumidor. 

A equipe da empresa está trabalhando duro, diz ele, e os primeiros produtos podem chegar ao mercado em 18 a 24 meses. "Paralelamente, nossa equipe de bioprocessamento também aponta para uma linha do tempo semelhante. A Ásia é um dos mercados que mais crescem em nutrição infantil e pode ser o local em que você vê os primeiros produtos enquanto trabalhamos em paralelo com as agências reguladoras dos EUA ", diz Rye.