Coronavírus gera cancelamento de missões internacionais e feiras do agronegócio

Epidemia do novo coronavírus, que limitou o trânsito de pessoas no mundo

Por CampoTV
18/03/2020 - 09:13
AGRONEGÓCIO

Foto: Pixabay

A epidemia do novo coronavírus, que limitou o trânsito de pessoas no mundo, desencadeou cancelamentos de eventos do agronegócio, feiras agrícolas e missões internacionais ao Brasil, postergando negociações para ampliação de mercados que poderiam beneficiar o país.

O Brasil registrou nesta terça-feira sua primeira morte pela doença e contabiliza quase 300 casos confirmados.

Uma visita do ministro da Agricultura da Índia, Narendra Singh Tomar, ao Brasil estava marcada para ocorrer neste mês e foi adiada, sem uma nova data prevista. Outra autoridade que teve a chegada adiada viria do Vietnã, para representar a pasta agropecuária do país.

O objetivo da visita do indiano era dar andamento a negociações iniciadas pela ministra da Agricultura brasileira, Tereza Cristina, em janeiro durante missão do governo federal ao país asiático, disse à Reuters Márcia Nejaim, diretora do Departamento de Promoção Internacional do Ministério da Agricultura.

Na ocasião, um dos principais pleitos de Tereza Cristina foi a solicitação de redução das taxas sobre a importação de frango e seus subprodutos vindos do Brasil, o que permitiria aos exportadores aproveitar a crescente demanda indiana por esses produtos, impulsionada por um crescimento na renda e mudanças nos hábitos alimentares locais.

A Índia impõe taxas de importação de 100% sobre produtos de frango e de 30% sobre frangos inteiros, segundo dados da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). As tarifas são consideradas elevadas demais para que fornecedores como Brasil e EUA consigam avançar no mercado local.

Uma fonte informou à Reuters que o governo da Malásia buscava uma data para vir ao Brasil ampliar a habilitação de plantas para exportação de frango ao país.

“Com o coronavírus, estas negociações foram colocadas em stand by”, disse a fonte sob condição de anonimato. Atualmente, quatro plantas brasileiras têm autorização para embarcar para a Malásia.

Representantes do Chile também pretendiam visitar unidades frigoríficas brasileiras para renovar a habilitação das plantas que já foram aprovadas, disse a fonte.

“Agora, a expectativa é que estas renovações sejam estendidas automaticamente por alguns meses.”

A diretora do Departamento de Promoção Internacional do Ministério da Agricultura acrescenta que eventos que teriam a participação da ministra Tereza Cristina, como a reunião do G20 na Arábia Saudita, e a reunião do Brics, na Rússia, foram cancelados.

 

Fonte: Agrolink