Brasil importa quase 30% menos soja em grão em 2019

O Paraguai segue como principal fornecedor do grão, representando mais de 75% do total adquirido pelo país. Importações caem pela 3ª vez seguida

Por CampoTV
16/01/2020 - 16:34
AGRONEGÓCIO

Foto: Canal Rural

Após uma quebra de safra de soja na temporada 2018/2019, a expectativa era de que o Brasil precisasse importar um pouco mais de soja para 2019. Entretanto não foi isso que aconteceu. No ano o país acabou comprando do exterior 30% menos soja, se comparado a 2018. O Paraguai segue como o principal fornecedor da oleaginosa aos brasileiros.

De janeiro a dezembro de 2019 o Brasil importou 144,2 mil toneladas de soja em grão, 29,1% a menos que as 186,3 mil toneladas em igual período de 2018. As informações são da Secretaria de Comércio Exterior (Secex). Esta foi a terceira redução seguida nos volumes comprados pelo país, reflexo da produção cada vez maior.

Em 2016 o país importou 381 mil toneladas, em 2017 foram 253 mil toneladas, em 2018 foram 186,3 mil toneladas e em 2019 caiu pela terceira vez, chegando a 144,2 mil toneladas. Ou seja, no período o país reduziu suas importações de soja em quase 63%.

Quem mais vendeu ao Brasil

 

Isso já não é novidade para ninguém, o Paraguai segue como o maior fornecedor histórico de soja para o Brasil. Em 2019 o país vendeu 108,6 mil toneladas de soja aos brasileiros, 40% menos do que havia exportado um ano antes. Com este resultado o Paraguai segue responsável por 75,5% de toda a soja comprada pelo país.

Esse resultado é, aliás, o pior dos últimos três anos. Já que em 2018 vendeu 179,6 mil toneladas ao Brasil, queda de 27% ante as 245,3 mil toneladas de 2017, que por sua vez, representa uma queda de 36% ante as 381,4 mil toneladas de 2016.

Também pela proximidade, o Uruguai foi o que vendeu o restante da soja adquirida no ano pelo Brasil. Mas a diferença de volume é bastante grande, ficando em torno de 35,5 mil toneladas e, 2019.